ARTROSE NO QUADRIL. E AGORA, DOUTOR?

Cirurgia Ortopédica

Muitos pacientes se assustam ao receber o diagnóstico de artrose no quadril e, invariavelmente, acabam se preocupando com a cirurgia. No entanto, a depender do estágio em que o diagnóstico é realizado, existem muitas possibilidades de tratamento, antes de partir para a alternativa cirúrgica.

Continue a leitura deste artigo e confira quais são as etapas do tratamento da artrose.

 

O QUE É A ARTROSE?

A artrose é a perda de cartilagem ou o desgaste de uma articulação.

Quando o quadril é acometido por ela, o diagnóstico recebe o nome de coxartrose.

A dor e a dificuldade de se movimentar são os principais sintomas relatados pelos pacientes e, na ausência do tratamento adequado, os sintomas podem piorar, levando à incapacidade de locomoção.

Uma simples radiografia do quadril pode confirmar o diagnóstico. No entanto, é possível que uma ressonância magnética ou tomografia sejam solicitadas para a confirmação ou avaliação de outras lesões locais para a determinação adequada do tratamento desta condição.

 

PRIMEIRO PASSO: MEDICAMENTOS

Anti-inflamatórios e analgésicos são prescritos para o controle das crises dolorosas.

Condoprotetores também têm seu uso orientado para diminuir o processo inflamatório e retardar o processo de desgaste da cartilagem.

A introdução de ácido hialurônico na articulação guiada por ultrassom, chamada de viscossuplementação também pode diminuir a inflamação e a dor, além de retardar o desgaste da articulação.

 

PASSO 2: MUDANÇA DE HÁBITOS

O ortopedista que acompanha um paciente com artrose deve solicitar a diminuição da realização de esportes de impacto como: futebol, crossfit e corrida.

Ainda assim, o paciente não deve levar uma vida sedentária. Um dos melhores tratamentos para a artrose do quadril são os esportes de baixo impacto como: musculação e treinos de força, dentro das limitações de cada paciente.

Há casos em que a mudança na alimentação para uma perda de peso também é orientada, visando a proteção da articulação.

 

PASSO 3: FISIOTERAPIA E EXERCÍCIOS

Além da atividade física acompanhada, a fisioterapia é uma grande aliada dos pacientes com artrose.

Os exercícios realizados nas sessões visam a analgesia e a melhora do tônus muscular da região acometida pela doença. A hidroterapia é uma das melhores alternativas para os casos de artrose.

 

PASSO 4: CIRURGIA

A cirurgia é a alternativa de tratamento indicada quando as opções conservadoras não surtem o efeito desejado, ou quando o estágio da doença já se encontra muito avançado, no momento do diagnóstico.

O redirecionamento da bacia, chamada de osteotomia do quadril, é uma das alternativas cirúrgicas das quais o cirurgião pode optar para o tratamento.

As lesões do labrum, do acetábulo e do impacto femoroacetabular que estão ligadas à artrose, podem ser tratadas também com a artroscopia – uma cirurgia minimamente invasiva.

Quando as opções cirúrgicas preservadoras não são possíveis ou também não surtem o efeito desejado, a artroplastia total do quadril pode ser indicada como opção de tratamento.

Se a cirurgia for indicada para o seu caso, não se preocupe. Atualmente, a medicina ortopédica conta com técnicas avançadas e equipamentos de alta qualidade que permitem ótimos resultados nesses casos.

Converse com seu cirurgião para entender quais são as opções de tratamento para o seu diagnóstico.

 

 

Dr. Rogério Amaral – Cirurgião Ortopedista especialista em ombro, quadril e tumor ósseo. | CRM-GO 7296 | RQE 3723

www.instagram.com/drrogerioamaral